_BCS4527.jpg
EXPOSIÇÃO MARIANNITA LUZATTI

A artista plástica paulista, que se divide entre Londres e São Paulo, é uma das indicadas ao Prêmio Investidor Profissional das Artes 2016 – PIPA 2016 - e vem ao Estado pela segunda vez mostrar para o público toda sua paixão pelas paisagens naturais do Brasil. Mariannita procura se distanciar dos temas relacionados à tecnologia e também à vida urbana com a intenção de fazer a população a pensar mais na natureza. 

“Em 2010, durante uma visita minha às cidades de Vitória de Vila Velha, comecei a perceber o incômodo visual provocado por algumas construções urbanas. Logo, passei a imaginar como aqueles cenários retratados seriam, caso não houvesse nenhum daqueles traços de intervenção humana. Isso me levou a pesquisar fotos antigas, da época do império, que mostravam como alguns daqueles lugares eram no passado antes do avanço das cidades. Desde então meu trabalho vem se dedicando a esta temática. São imagens que surgem ao expectador contemplar e refletir sobre o vazio e o silêncio, o que hoje pra mim é a nossa maior necessidade”, conta Mariannita Luzzati.

Nos trabalhos, a artista borra os planos e cria uma fusão entre os elementos da cena. Ela procura eliminar os contornos, o que torna as formas mais fluídas e menos estanques. As cores que Mariannita costuma usar nas pinturas são compostas por tons frios, o que contrasta com os trabalhos anteriores, em que a paleta de cores era mais vibrante.

Ao todo serão 17 obras da artista plástica consagrada na arte contemporânea que ficarão expostas até o dia 16, sendo 13 desenhos, três pinturas e um vídeo. A curadoria é de Thaís Hillal, da OÁ Galeria, representante exclusiva da artista no Espírito Santo.

Sobre Mariannita Luzzati

 

Mariannita Luzzati é paulista. Vive e trabalha em São Paulo e Londres. Sua primeira exposição foi em 1989, no Centro Cultural São Paulo. Em 1991 recebeu o primeiro prêmio do Salão Nacional de Artes Plásticas. Em 1993 recebeu o prêmio aquisição em mostra de gravura Machida City Museum e é convidade a integrar o Panorama da Arte atual Brasileira no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Já em 1994 foi convidada para representar o Brasil na 22ª Bienal Internacional de São Paulo. Posteriormente foi convidada a expor seus trabalhos na Alemanha, França, Espanha, Estados Unidos e Inglaterra – onde tem residência fixa desde 1994. Em 2001 suas obras foram adquiridas pelo prints departamento do British Museum of London. E neste ano, Mariannita Luzzati concorre ao Prêmio Investidor Profissional de Artes 2016 (PIPA 2016), um dos mais importantes prêmios da arte contemporânea do país.