André_Arçari_Sem_Titulo_(Parte_2-2)_Se
ANDRÉ ARÇARI

Possui graduação em Artes Visuais (2014) pela UFES, mestrado em Artes (2018) pela mesma instituição, e atualmente é doutorando do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais - Escola de Belas Artes / UFRJ (2020-). Atua nos grupos de pesquisa Derivagens (EBA/UFRJ) e Laboratório de Pesquisa em Teorias da Arte e Processos em Artes (LabArtes-UFES). Artista multimídia, pesquisador, teórico e crítico independente, desenvolve trabalhos no campo prático que auferem um tensionamento entre imagens estáticas e em movimento, num curto-circuito entre fotografias digitais e analógicas como em videos autorais ou concebidos por reprocessamentos de imagens das mais diversas fontes, através das noções de quase-cinema e cinema expandido, inquirindo assim o espaço e o tempo como elementos basilares em sua produção. Além disso, suas pesquisas lidam com problemas como cor, zen budismo, series e as noções de dispositivo. No campo teórico, desenvolve escritos auto-reflexivos, além de fazer parte de projetos de pesquisas dos quais se destacam 'Práticas espaciais. Do espaço dito imersivo ao circundante ou a Instalação na experiência estética e no despertar crítico e político do público' (2016-Atual); 'O tempo interno da arte: Aby Warburg & Bill Viola' (2013-Atual) e  'Presenças do Espectador e/ ou alargamento e autonomia na arte brasileira dos anos 1960 e 70' (2012-2014) ambos sob orientação da Profa Dra Angela Grando. Das exposições realizadas destacam-se as individuais Trabalhar Cansa, 2019 (Galeria Espaço Universitário / Vitória ES), Terra Dura, 2017 (Casa Porto das Artes Plásticas / Vitória ES); Silêncio - Resiliência (com um Prólogo de Deriva), 2016 (Sesc Palladium / Belo Horizonte MG); Wabi-Sabi, 2014 (Galeria Virginia Tamanini / Vitória ES); Ausência Presença, 2013 (Galeria Homero Massena / Vitória ES) e as coletivas Artistas Finalistas Prêmio Energias na Arte - 5a Edição, 2016 (Instituto Tomie Ohtake / São Paulo SP); Tentativas de esgotar um lugar, 2015 (Museu de Arte do Espírito Santo Dionísio Del Santo / Vitória ES). É organizador da publicação Colisões (Cousa, 2018) e autor do livro de poesias A Experiência de Inserir-se no Nada (SECULT-ES, 2015), além de possui rescritos publicados em periódicos como Revista Arte ConTexto; Revista Farol (PPGA-UFES), Gama (FBA/ULISBOA-PT) e Arte & Ensaios (EBA/PPGAV-UFRJ).